terça-feira, novembro 03, 2009

É sempre amor

Desde que li aquele trecho "É sempre amor, mesmo que mude. É sempre amor, mesmo que alguém esqueça o que passou" não consigo parar de pensar nisso. Em como eu nunca tinha sequer pensando nisso. É triste, porém lindo. Achei de uma tristeza e sacanagem sem tamanho o sentido da coisa. Apesar de até agora eu estar achando muito sem sentido. Calma, vou explicar.

Pense bem! Vocês se apaixonam. Vivem momentos inesquecíveis. Compartilham as mesmas memórias. São o apoio um do outro. Sua vida, seu tempo, seu sentimento, tudo passa a ser dele, pra ele e por ele. De repente, acaba. Cada um vai para um lado, segue sua vida esquecendo o passado, isolando. Como se fosse algo que não merece ser lembrado. Então pra quê? Está é a pergunta que a voz chatinha que mora na minha cabeça fica fazendo toda vez que vou começar um relacionamento. Pra quê? Pra quê começar se vai ter fim? Se vai sofrer? Se vai se perder? Em, pra quê? Não sei.. E é aí que a frase entrou, serviu, encaixonou. Pra isso! Porque por mais passe o tempo, por mais que ambos se percam e se esqueçam, o amor que eles sentiram um dia vai estar sempre lá. No mesmo lugar, no lugar deles! As pessoas que entram na nossa vida, passam, vão embora. Mas o que elas fizeram por nós enquanto estiveram presente, fica. Os sentimentos, os risos, as lagrimas, os aprendizados, as novidades, as recordações, tudo fica. Por mais que não lembremos mais, uma coisa é certa: Nós esquecemos das pessoas, mas não esquecemos o que - e como - elas nos fizeram sentir.

3 comentários:

vanessa disse...

.
toda
toda razão

=)

.

Larissa Santana disse...

Achei lindo a maneira de vocÊ se expressar , não estou conseguindo te seguir. Mais adoraria , que você me respondesse , ACHO que tenho o mesmo problema que o seu , só com algumas diferenças.. rs
Beijos , Abraços!

Larissa Santana disse...

Ah , que bom.
Essa amiga tem blog?
beijos , e com certeza estarei sempre aqui. rs